OS HOMENS A QUEM JESUS FEZ (Mateus 4.1-20)

Diante de nós um dos mais importantes pronunciamentos de Cristo. Ele estava falando a homens que já o conheciam. Simão Pedro e André eram seus conhecidos. Tinham feito a decisão de seguir a Cristo. Agora Jesus os encontrava para uma convocação. Não obstante crer, é preciso seguir. "Vinde após mim e eu vos farei"... (4.19).


I - SAIR E SEGUIR

1. Deus sempre exige movimentação por parte do homem, ação. A Ezequiel Deus diz: "Põe-te em pé e eu falarei contigo" (Ezequiel 2.1). O primeiro passo no caminho da felicidade espiritual consiste numa atitude de movimentação. "Levantando-se foi para seu pai"... (Lucas 15.20-32), é o momento climático da história do filho pródigo.

2. Segunda atitude é tomar o lugar certo. Há ocasiões quando nos esquecemos do verdadeiro lugar onde devemos estar. Muitos se omitem quando deviam agir. Outros vão além dos limites. Pedro mesmo teve uma reprimenda por parte de Cristo (Marcos 8.27-33). Após sua grande vitória teve uma queda, exatamente pelo desejo de passar à frente do seu Senhor.

3. Notemos ainda que temos o dever de seguir a Cristo, não ao mundo, ao ambiente onde estamos, mas a Cristo.

Tanta gente com interpretações do mundo e as concessões do mundo. Fulano fez isso e aquilo...


II - EU VOS FAREI

1. No terceiro aniversário da Igreja Batista da Esperança. quando estava no púlpito, aflorou-me uma ideia. Um bolo do tamanho da mesa. Na manhã seguinte, perguntei à confeiteira: Que precisamos para que a senhora faça o bolo? Pastor, apenas os ingredientes. E preparamos a lista: trigo, ovos, fermento...

2. Jeremias 18 nos traz o retrato do oleiro que está fazendo vasos. Que linda parábola.

3. Vasos e vasos. Vasos para honra (2Timóteo 2.19-22) Foge aos desejos da mocidade. Haverá relação entre uma ação e outra atitude? Certamente.


III - OS HOMENS A QUEM JESUS FEZ

1. "Descobri que não podia viver mais sem a presença de Deus. Se uma nuvem vinha sobre mim, deixava os estudos e me concentrava na presença de Deus" (Charles Finney - 1792-1875).

2. Williams e Harris desembarcaram nas Ilhas Novas Hébridas e foram trucidados e devorados pelos selvagens. Teria sido vã a sua obra? Sua morte levou milhares de cristãos aos joelhos e dentro de algum tempo 100 dos chefes selvagens se converteram.

Jesus os fez porque recebeu deles os ingredientes. Talentos? Saúde? Inteligência? Devoção?

Houve a quem Jesus não pôde fazer. Ouviu as mensagens, sentiu os mesmos apelos, mas não conseguiu fazer dele um santo homem.

Tantos crentes pela metade. Efraim é um bolo que não foi virado (Oséias 7.8).

N.R. Ilhas Novas Hébridas era um nome colonial dado a um grupo de ilhas no Sul do Oceano Pacífico, que hoje formam a nação de Vanuatu. As ilhas foram colonizadas no século XVIII por franceses e britânicos, após a visita do capitão James Cook (1728-1779) navegador e cartógrafo inglês.

Se desejar, deixe o seu comentário abaixo: