MEU DINHEIRO E MEU DEUS

Estamos vivendo em um tempo quando as palavras mais comuns que nos atormentam no rádio e na TV, são: ganhar, receber, construir, possuir. Vemos na mensagem anterior algo a respeito da tirania das coisas ilustrada na história nas palavras Coelho Neto - 1864-1934 - "Quem tudo quer tudo perde", e nas palavras de Cristo "Que aproveita o homem ganhar o mundo inteiro (Marcos 8.36).

Hoje pretendemos considerar o tema meu Deus e meu dinheiro. A suposição primeira é de que falamos em termos de possessão de Deus e possessão de dinheiro. A opção legítima seria sempre a de se colocar Deus no topo da lista, no lugar principal em todas as minhas decisões, mas nem sempre é assim.


I - DEUS NO PROGRAMA FINANCEIRO DO CRENTE DO ANTIGO TESTAMENTO

No Velho Testamento aprendemos que o israelita fiel contribuía de três formas básicas, como parte do seu próprio culto prestado a Deus.

1.Ele contribuía como forma de adorar a Deus.

a) Gênesis 4.2-4 fala-nos no inicio da raça humana. Desde aquele princípio Deus fez questão de que a oferta fosse oferecida em fé, por isto mesmo aceitou a que lhe fora dada por Abel, pela fé, Hebreus 11.4


b) Em Gênesis 14.20 e Hebreus 7.4 temos o registro da oferta de Abraão e Melquisedeque sacerdote do Deus altíssimo. Abraão deu o dízimo muito antes de se falar em dízimo na lei mosaica.

c) Gênesis 28.22 fala-nos do voto de Jacó de consagrar seu dízimo a Deus muito antes do nascimento de Moisés.


2. Ofertavam para construção do santuário de Deus.

a) Êxodo 36.2-7. O povo ofertava mais do que era necessário. Davam ofertas todos os dias e com fartura.

b) 1Crônicas 29.1-14. Ofertas generosas para a construção do templo. O rei Davi pediu ofertas voluntárias e todos deram, partindo dos príncipes ou líderes do povo.

3. Ofertavam para o sustento dos sacerdotes - Números 18.21-24.

A ideia de que se tem é de que os dízimos eram totalmente para os ministros do culto e as ofertas alçadas ,para o sustento de tudo mais. Além dessa generosidade, aprendemos em Deuteronômio 18-1-5 que os levitas recebiam também dos primeiros frutos do grão, do vinho e do óleo. também das ovelhas, etc.


II - O NOVO TESTAMENTO ENSINA QUE DEUS ENTROU NO PROGRAMA FINANCEIRO DOS CRISTÃOS

Foi Jesus dizimista?: Começou cedo pelas ofertas.

1. A viúva que ofertou muito. A história aparece em Marcos 12.41-44 e demonstra a grande alegria de Deus, no elogio dado por Cristo ao seu gesto altruístico.

2. Em Lucas 19.1-8 o autor conta a história da conversão de Zaqueu. Uma das evidências da sua transformação foi o propósito de oferecer de seus bens à Causa de Deus.

3. Em Atos 2.44-45 lemos de como os primeiros cristãos viviam grandes experiências do altruísmo absoluto. Eles não pensavam em segurar, mas em repartir.

4. Atos 11.27-30 dá-nos outra maravilhosa experiência da ação da igreja em distribuir seus bens. Com base nas epístolas podemos mostrar o plano de contribuição daquelas igrejas.

a) Eles separavam suas dádivas semanalmente.

b) Eles ofertavam conforme a sua prosperidade.

c) Eles deviam ofertas com alegria.

4. Os capítulos 8 e 9 de 2Coríntios contam a história da liberalidade das igrejas da Macedônia, segundo seu exemplo:

a) Ofertar é graça - 8.1.

b) Pobreza não pode servir de obstáculo a dádiva - 8.2. A pobreza era grande na Macedônia, testificam historiadores, mas Paulo ainda assim encoraja a dádiva aos crentes.

c) 8.3 dá-nos o padrão de dádiva das igrejas da Macedônia. Deram início pela entrega deles mesmos a Deus - 8.5.

d) 8.4 declara que os macedônios pediram com muito rogos para participar das dádivas.


III - MEU DINHEIRO E MEU DEUS

"Filho meu, dá-me o teu coração" - Provérbios 23.26.

O começo sendo certo da caminhada provavelmente será a vitória.

O amor é medido pela oferta, pela dádiva que se faz. Se alguém disser que ama o pai, o irmão, a esposa e nada fizer por eles, estará negando o seu amor. Os macedônios ofertaram muito porque amaram demais.

1. Os magos trouxeram presentes:Ouro, incenso e mirra. Mas antes de entregar os presentes eles se inclinaram e adorara m o Messias. Primeiro, o crente deve dar-se a si mesmo. O Mestre deseja a nós antes do que é nosso.

2. Consagro meu dinheiro com alegria. Os anjos trouxeram a nova do nascimento de Jesus com alegria; os pastores esqueceram a sua pobreza para cantar com alegria. Paulo na prisão se esqueceu das cadeias e escreveu: "Regozijai-vos no Senhor; outra vez vos digo, regozijai-vos - Filipenses 4.4.

Em João 15.11 Jesus declara que ensinava com alegria.

A enfermeira estava triste porque teve de permanecer no hospital para cuidar de um garoto que não pôde sair... O menino perguntou-lhe: A senhora é crente?... Por que?... Porque se a senhora fosse crente não estaria triste às vésperas do Natal...


Demos todas as chaves a Deus: Chave do coração... pensamento... profissão.

Se desejar, deixe o seu comentário abaixo: