top of page

DEUS CONVOCA TODOS OS SEUS SANTOS (Salmo 50.1-5)

Sermão pregado na Igreja Batista da Esperança – Rio de Janeiro (RJ) em 24.12.1970.

Diante de nós um dos salmos de Asafe, cantor, compositor e musicista do tempo do rei Davi - 2Crônicas 19.30


I - A CORTE CELESTIAL REUNIDA


1. El-Shaddai - O Poderoso Deus.

2. Jeová - O Deus do culto, o Deus da adoração.

3. Deus o Espírito Santo. Deus é o Juiz; o Filho veio para efetivar o juízo; o Espírito Santo que é o Espírito do Juízo para convencer o homem do juízo.

4. Toda a terra convocada para atender a Deus - haveria uma controvérsia - Deus estava cansado de sacrifícios sem vida por detrás.


II - A CONVOCAÇÃO ESPECIAL DOS SANTOS


1. Santos são os que não se comprometeram com a hipocrisia.

2. Concerto, privilégios e deveres. Bênçãos e responsabilidades. A finalidade da pregação era esta – (João 11.52). Na segunda vinda os fiéis se unirão a Cristo nos ares – (2Tessaloniceses 2.1-10). Os santos ajudarão a Deus no julgamento dos infiéis – (1Coríntios 6.2).

3. Unidos pelo sacrifício. O sacrifício vicário de Jesus é a norma da união dos homens com Deus. Sem o sacrifício de Cristo não há união com Cristo.

4. Os santos no céu confirmam o veredicto de Deus aos santos da terra – (Salmo 16.3).

III - JUÍZO DE DEUS PARA QUEM NÃO SE SANTIFICOU


Há na Bíblia uma ideia de separação. Morte é separação. Malaquias 3 fala dos que temem ao Senhor e dos que não O temem. Houve separação na parábola do rico e de Lázaro. Haverá uma separação dos que estiverem na cama, dos que estiverem moendo juntos.


Agora, a hora da santificação. "Vinde a mim...". Hoje, dia de decisão.

Commenti


Se desejar, deixe o seu comentário abaixo:
bottom of page