A MULHER E O DRAGÃO (Apocalipse 12)

Estamos na parte principal do livro de Apocalipse, discutindo o conflito de Satanás contra Jesus. É aqui que a religião de Bahai se baseia. Aqui a Igreja Romana vê Maria cheia de estrelas que adora. Aqui se vê algo sobre a expulsão de Satanás do céu, e ainda hoje muitos vêem a cena desta expulsão nesta passagem. Há riqueza incomparável neste capítulo, e todo cuidado em estudar seus símbolos ainda nos será pequeno.


I – ALGUMAS LUZES SOBRE O TEXTO

1. A mulher vestida de sol. Os católicos dizem: “É Maria”! - sem notarem que Maria não pode significar tudo que o capítulo implica. Outros vêem aqui Israel de cujo seio Deus providenciou o Messias que veio para a nossa salvação. Outros vêem aqui a Igreja de Jesus, a igreja dos fiéis. Prefiro esta interpretação, Israel, depois a igreja. Vestida de sol, com intérprete de Jesus: a coroa, símbolo de vitória, as doze estrelas as doze tribos (Isaias 26.17; 66.7; Miquéias 4.10). Paulo, em Gálatas 4.26 se refere à Jerusalém.

2. De quem estava grávida à mulher? De Jesus. O capítulo retrata a cena do nascimento de Jesus.

3. O Dragão vermelho... cor do sangue que derramara: Sete cabeças e dez chifres, símbolo das nações da terra que foram usados por ele para perseguir o Cordeiro e sua igreja. Notem como ele ficou de espreita ao contemplar o nascimento de Jesus. O filho, conforme o Salmo 2 retrata o divino Filho de Deus. Segue-se a fuga para o deserto. Assim como Moisés foi para o deserto. A igreja sofreu no deserto, assim o bendito Filho de Deus.

4. A batalha no céu... Símbolo da ressurreição de Jesus. Foi abalado para sempre o poder de Satanás (Lucas 10; João 12.31). Acabaram-se as acusações. Nos dias de Jó ele acusou, assim nos dias de Davi. Agora, acabaram-se. Não poderia se referir à expulsão anterior porque assim ficaria sem força a declaração dos santos.


II – PODERES DO DRAGÃO E SEUS MÉTODOS

1. Notemos sua ansiedade em tragar o Filho de Deus nascido. Herodes foi usado por Satanás para tragar o Filho... mas anjos o guardaram.

2. Notemos o poder de Satanás. Muitos dizem: Se eu quiser fazer isto ou aquilo, eu faço... Mas não fazem não. Homens há que são reformados, mas que não são transformados.

3. Notemos agora seus métodos traiçoeiros. Perseguiu Jesus desde o nascimento. Perdeu a batalha (verso 11) Perseguiu os crentes, mas o venceram pelo sangue de Jesus. Passou a perseguir a igreja. Persegui a igreja (verso 13). Perseguiu a igreja e ali foi ela com duas asas, símbolo dos dois testamentos para ser alimentada. Por fim, inteiramente derrotado passou a fazer guerra a todos que viessem a se converter. Vós que sois crentes; cuidado: “Eis que o diabo vosso adversário ruge ao derredor de vós, buscando a quem possa tragar” (1Pedro 5.8). Um grande autor declarou com certa razão: “Quantos mais de Deus um homem recebe; maiores tentações lhe sobrevirão”.

III – ARMA INFALÍVEL NA DERROTA DE SATANÁS

“Ele o venceram pelo sangue do Cordeiro”. “Não por força... não por força de vontade... não por meios de artifícios, mas pelo sangue do Cordeiro”. “Queres tuas paixões refrear, dá teu coração a Jesus”...

O filho que comeu as iguarias da mesa do pai, não ambicionará os ossos da mesa alheia... Agostinho foi ambicionado por duas mulheres: Mônica e outra mulher. Mônica orava e a outra tudo fazia para retê-lo. Um dia no jardim foi atraído às páginas de Romanos 13 sobre as obras das trevas. Deixou Cristo entrar no coração. Dia seguinte encontrou a mulher que veio tentá-lo. Notando-o indiferente disse: Sou eu... Você! Mas eu não sou mais eu... Cristo aguardava esta decisão e o diabo também.

Hoje a cena se repete aqui. Podeis vencer pelo sangue de Jesus.

Se desejar, deixe o seu comentário abaixo: