A MORDOMIA DE QUEM DIRIGE (Romanos 12.3-8)

Sermão pregado em 16.4.1967, na  Igreja Batista da Esperança (RJ)
Paulo inicia a parte exortativa de sua carta aos Romanos, dando crédito a Deus pelos dons distribuídos entre os homens.
Temos alistados o dom da profecia, de ministério, de ensino, de exortação, de contribuição de presidir e de exercer misericórdia. Todos esses dons provém de Deus. E todos tiveram a mesma base: A graça que nos foi dada.
Para nós nesta manhã destacaremos as três palavras da parte final do verso oito: "O que preside"... (pense em suas responsabilidades).


I - CAMPOS DA PRESIDÊNCIA
1. A presidência pressupõe escolha. Escola pressupõe um grupo. Grupo  pressupõe vontade expressa por meio de preferências. Quando uma pessoa é escolhida, é que houve mais de um para o cargo, pelo menos em geral.
2. Temos aqui um princípio logo de início. Se eu não fizer outro fará. Tal fatia deve despertar-nos para o que chamaríamos de mordomia dos privilégios que recebemos.
3. Tomemos por exemplo uma igreja. A figura de Paulo se aplica: "Somos um só corpo com muitos membros com funções definidas. A mesma figura aparece em Romanos 12.12.
4. Será uma classe de Escola Dominical, lugar de presidir. Qual meu plano de aula para a classe? Será Superintendência da Escola Dominical um lugar e presidência?
5. Será a direção da música lugar de presidência?
Num livro sobre educação intitulado "Como Ensinar Religião", George Herbert Betts (1868-1934), pgs. 19-21,  dá-nos quarenta qualidades positivas e quarenta defeitos de um professor. Imaginemos o mundo imenso no caminho de quem dirige. Quarenta maneiras de acertar e quarenta formas de errar.


II - O DEVER SUPREMO DE UM DIRIGENTE
Paulo reduz sua fala a duas palavras: Com cuidado.
1. Envolve conhecimento. Quem vai presidir deve conhecer aquilo que irá presidir. Não há substitutos para o conhecimento.
2. Planejamento. Uma professora primária está obrigada a preparar seu plano de aula.
3. Preparo: espiritual ao lado do preparo físico, intelectual. Todo esse material, no entanto, deve ser tratado à luz de duas palavras: com cuidado. Essa a mordomia do que preside. Com cuidado.

 

III - MORDOMIA DO CUIDADO
1. Pela humildade. Recebemos dons e oportunidades pela manifestação da graça de Deus. Não estimuleis ideias exageradas a respeito de vós mesmos.
2. Façamos a obra em cooperação com outros que a estão realizando, em outras palavras, para o mesmo todo.
3. Em diligência. A palavra traduzida como cuidado significa diligência. Na palavra diligência está incluído muito do que foi dito antes, isto é, busca, pesquisa, averiguações, tendo em vista esclarecimento perfeito do assunto em pauta.
Diligência implica interesse.
Diligência implica atividade.
Diligência implica cuidado
"Pois ao que tem se lhe dará; e, ao que não tem, até o que tem lhe será tirado" (Marcos 4.25).

 

Compartilhar
Twitar
Google+
Please reload

Se desejar, deixe o seu comentário abaixo:

© 2018 Família David Gomes - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido e customizado por MTV Developer - RJ/Brasil

Créditos e Gratidão