MARINHEIROS PARA OS MARES PROFUNDOS

A Igreja Batista da Esperança é, por excelência o porto espiritual dos nossos marinheiros. A primeira grande experiência evangelística da Igreja foi ministrada ao Tenente Melquíades Tavares, precisamente no dia do início de nossas atividades aqui, quando aquele oficial se encontrava internado no Hospital da Marinha. E muitos marinheiros, desde então, vão encontrando o caminho e o significado da vida através do ministério da Igreja Batista da Esperança. Alegra-nos, portanto, recebermos o grupo de formandos da CIAW em culto de gratidão.

I – MARINHEIROS NAS PÁGINAS DA BÍBLIA 1. O livro de Jonas conta a história de marinheiros que muito sofreram, por causa de um missionário desobediente. 2. Os evangelhos narram várias experiências de Jesus com navegação. Talvez nenhum texto seja mais vívido do que Mat. 14.22-33. 3. O relato considerado perfeito em termos de náutica por autores de diversas culturas é o que aparece no Livro de Atos, capítulo 27. Temos aqui a luta de muitos contra as ondas do mar, tendo como epílogo a vitória da fé perfeita em Deus. Em outras ocasiões bem faremos em abordar em separado tais e belas histórias.

II – FAZE-TE AO MAR ALTO – Lucas 5.1-11. 1. A cena mostra um cristão derrotado financeiramente. Havia tentado pescar durante toda a noite, mas sem nenhum resultado positivo.

2. A cena nos mostra um cristão conformado. O barco estava limpo, os bolsos limpos, mas não houve qualquer recusa a Jesus para valer-se do barco.

3. A cena mostra um cristão obediente. Era dia e a tentativa tinha sido vã. A ciência dos pescadores avisava que os cardumes se concentravam mais para a margem durante o dia. Jesus reverte a ordem e manda-os aos mares profundos. Para Jesus teria sido tão fácil trazer os peixes à praia quanto levá-los ao mar profundo. Jesus resolveu provar-lhes a fé e à obediência.

III – DESAFIOS PRESENTES AOS MARINHEIROS DE HOJE 1. Ao mar alto, quando surgirem duras decisões.

2. Ao mar alto no crescimento moral e espiritual, que é base de força verdadeira. Significativo que Pedro estivesse a limpar as redes, que representam as vidas, se faz sempre necessária a qualquer que deseja seguir o caminho de Jesus. João apóstolo usa a expressão: “O sangue de Jesus Cristo seu Filho nos purifica de todo o pecado”, ( 1 João 1:7-9) como forma de demonstrar o caminho da perfeição cristã. A Marinha tem em Tamandaré o seu patrono. Ele não nasceu almirante. Verdade que passou sua infância entre pescadores e marinheiros. Não foi sempre vitorioso nas batalhas. Tornou-se prisioneiro da Argentina na guerra de 1827, tendo escapado belissimamente. Mas as primeiras deficiências não o fizeram temeroso. Tamandaré tornou-se patrono porque persistiu e continuou e lutou.

Se desejar, deixe o seu comentário abaixo:

© 2018 Família David Gomes - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido e customizado por MTV Developer - RJ/Brasil

Créditos e Gratidão