SILÓ É CHEGADO A NÓS (Lucas 2 e Gênesis 49.8-12)

Vamos estudar nesta manhã de Natal a respeito de uma das mais lindas passagens em toda a Bíblia Sagrada. Foi a última mensagem do patriarca Jacó às doze tribos de Israel. Sendo este o término da era patriarcal, achou Deus por bem reforçar mais uma vez o seu grande ideal para com este mundo, consubstanciado na vinda de seu Filho, Jesus. Esta não é a primeira nem única vez que o Livro de Gênesis nos fala a respeito de Jesus. Antes, em 22: 1-18, Deus nos fala da semente e no sacrifício de Isaac ao Senhor, dá-nos uma idéia do que seria a vinda do Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.

Na profecia do velho Jacó, Jesus nos é apresentado através do simbolismo de Jacó, como sendo Siló, aquele que para os povos haveria de vir. Siló é chegado. Há 1968 anos os anjos deram a notícia. Siló é chegado. Chegado o Príncipe da Paz, regozijemo-nos e alegremo-nos neste grande dia. Há três pensamentos centrais na profecia de Jacó e eles serão centrais em nossa mente nesta manhã.

I - JUDÁ SERIA AQUELE QUE MERECERIA OS LOUVORES DE SEUS IRMÃOS

1. Lembremos que Judá aparece aqui como um protótipo do Messias. Ele é uma figura de Jesus. Jacó ao pronunciar estas palavras, ele as pronunciava a respeito de Jesus.

Dr Antonio Neves de Mesquita em seu comentário de Gênesis, chama a atenção ao fato de que Judá, de fato, não tinha tido um caráter irrepreensível para merecer tamanha honra. O versículo 38 bem nos mostra os seus crimes seguidos. A desobediência ao tomar mulher estranha para si, continuando por anos a prática maligna. Ainda assim ele receberia o louvor de seus irmãos. Não por causa do seu mérito em si, mas por causa de Siló, por causa do Filho de Deus do qual ele estava sendo feito um tipo.

Nesta manhã de Natal, o primeiro pensamento que desejo deixar com vocês é este: Não somos o que somos por causa do que somos, mas por causa de Siló, por causa do Príncipe da Paz que guardamos no recôndito de nossos corações com alegria e devoção.

2. Teus irmãos te louvarão. Louvarão é, em geral, expressão usada somente em relação a Deus. E novamente vemos que não é por causa de si mesmo que Judá receberá tal louvor. É por causa de Siló. O nome Judá significa louvor a Deus, isto é, o que encontramos em Lucas 2.14, se traduzirmos literalmente “Judá nas alturas... Siló na terra, boa vontade para com os homens.” O que o velho patriarca vira em suas visões, não era somente seu filho Judá, mas o retrato daquele que haveria de trazer a paz.. “Com um louvor devido a Deus, dizia, teus irmãos te louvarão”.

3. Por isto, o salmista ainda proferiu as palavras imortais do Salmo 2.6-7. “Eu, porem, constituí o meu rei sobre o meu santo monte Sião. Proclamarei o decreto do Senhor; Ele me disse: Tu és meu Filho eu, hoje, Te gerei.”

II - JUDÁ, FIGURA DE SILÓ, É REPRESENTADO COMO LEÃO A idéia de leão da tribo de Judá teve desenvolvimento através dos séculos. Balaão diz algo sobre isto (Números 23.24 e 24.9). Mas é em Apocalipse 5.1-5 que encontramos palavras maravilhosas. III - O CETRO NÃO SE APARTARÁ DE JUDÁ A) 1. Judá tomou à frente na conquista de Canaã. 2. Judá foi exaltado no período de David. 3. Judá teve paz no domínio de Salomão. 4. Judá sofreu no cativeiro, mas voltou triunfante. B) A glória de Judá foi cristalizada em Siló. Quem é Siló? Várias traduções são possíveis, mas a tradução mais universalmente aceita é: ”Aquele que traz a paz.” Siló foi o lugar onde a arca libertada foi deixada, símbolo de descanso e paz. Siló é a raiz da palavra Salomão, reino de paz. Siló era o príncipe em 1Crônicas 5.2, o Príncipe de Isaias 9.6. O Príncipe da paz. 2. Glória a Deus nas alturas, Siló na terra. A paz chegou. E Siló dizia: deixo-vos a paz... Vinde a mim vós que vos achais em trabalhos. (João 14:27-29) 3. Um passo mais: Ele levará seu vestido novinho, símbolo de seu sangue derramado. b. Atará o jumentinho à vide... símbolo da bênção da terra. A púrpura de seus olhos e a alvura dos dentes... símbolo da riqueza e do poder da terra em que domine. 4. A este Siló virão os povos... Siro-fenícia... Centurião... Gregos na festa... Gregos... Romanos... A grande reforma e Alemanha... Inglaterra... reis e monarcas... A Rainha Vitória desejando por aos seus pés a sua coroa.. reis e monarcas... sempre vencendo...

“Sempre vencendo, mui valoroso, Cristo Jesus, o Senhor! Chefe bendito, Chefe glorioso, em tudo Ele é vencedor. Ei-lo supremo, guiando com seu poder e valor! Todos unidos, avante, todos seguindo o Senhor!” (Cantor Cristão 471) Ó, tu, que ainda não vieste a ele, vinde agora nesta manhã de Natal. Vinde ao Rei dos Reis e Senhor dos senhores, e terás a paz para todo o sempre.

Se desejar, deixe o seu comentário abaixo:

© 2018 Família David Gomes - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido e customizado por MTV Developer - RJ/Brasil

Créditos e Gratidão