SEPARAÇÃO COMO FUNDAMENTO DA VIDA DO MISSIONÁRIO (Atos 7.1-18)

Vemos algo sobre a natureza missionária da própria criação de Deus. Deus nos amou antes que o mundo existisse e fez todas as coisas tendo em vista o bem estar do homem. Veio o pecado pela desobediência do homem. E o pecado foi arruinando todas as relações do homem.

E Deus precisou destruir a raça humana, quando encontrou Noé com quem incumbiu de preparar a arca, por meio da qual foi preservada a raça humana. Passado o dilúvio, o pecado continuou na marcha de ruína para os homens. E os anos se passaram.

Deus, no entanto, prosseguiu no seu propósito de salvar os homens. E decidiu chamar Abraão. E é sobre Abraão que falaremos hoje, uma vez que ele é identificado como pai dos fiéis.

O MISSIONÁRIO ABRAÃO - Sua conversão e primeiros anos

1. Tera um pai idólatra (Josué 24.2)

2. Quando em UR, no entanto, Abraão viu o Senhor da glória.

3. Depois de ter visto o Senhor da glória, ele deu sua vida a esse grande Deus. Deixou, portanto, os ídolos do seu pai e começou a servir a Deus. Nada sabemos da fé de Tera, seu pai ou de sua mãe, mas sabemos da sua fé. Muitos querem a religião dos pais, quando o mais importa é obedecer a Deus e não aos homens.

4. Nessa primeira fase da vida de Abraão ele começou a viver a vida de fé. Começou a confiar em Deus. E foi crescendo nessa confiança. Todavia, não estava devidamente firmado o seu caminho até esse momento.

ABRAÃO E A GRANDE AVENTURA DA FÉ

Vamos considerar essa aventura de fé através da separação, traço característico na vida de Abrão

1. Abraão separou-se da sua terra. "Minha terra tem palmeiras onde canta o sabiá, as aves que aqui gorjeiam não gorjeiam como lá. Não permita Deus que eu morra sem que volte para lá. Minha terra tem palmeiras onde canta o sabiá" (Canção do Exílio, Gonçalves Dias). Nosso apego à nossa terra, às ruas de nossa infância, aos amigos de infância, nossa linda terra, nossa aprazível terra. O missionário Abraão teve de deixar sua terra.

2. Abraão separou-se da sua parentela. Um dos característicos da saída de Abraão era a separação dos seus parentes, primos, sobrinhos, irmãos. Abraão foi convocado a sair. Não podia ser missionário naquele ambiente, mas tinha de marchar além. De acordo com Atos 7.2, aprendemos que Abrão não se separou do seu pai, mas ficou em Harã, no meio do caminho até a morte do pai. Quanta gente que não fez o trabalho missionário por causa dos pais que não se sentem encorajados e consagrarem os seus filhos. Podemos, portanto, dizer que Abraão separou-se da parentela, depois do pai.

3. No desejo de apressar o cumprimento da promessa divina, Abraão toma sua concubina Agar e suscita descendência em Israel, que encheu de alegria o seu coração. Mas Deus precisava depurar seu servo e o fez separar-se de Ismael.

SEPARAÇÃO DE ISMAEL - Gênesis 21.11.

Abraão agora tinha Isaque, mas Ismael era também seu filho e pareceu-lhe penoso deixar o filho. Contudo, o verdadeiro missionário vive a vida de separação na plenitude e o patriarca teve de separar-se de sua grande prenda.

4. Separação de Isaque (Gênesis capítulo 22). Agora o grande tesouro é requerido. E Abraão, já provado e comprovado em suas experiência com Deus ofereceu-lhe o filho. Naquela oferenda duas coisas importantes se completam:

a) Ele é chamado amigo de Deus (Tiago 2.23; II Crônicas 20.7; Isaias 41.8.

b) Ele viu o dia de Jesus (João 8.56). Abraão alegrou-se na hora de sua grande dor.

SEPARAÇÃO DE SARA (Gênesis 23)

Aos 127 anos, sua esposa e companheira de luta é convocada à presença de Deus. Abraão vai aos donos da terra para comprar sepultura para sua esposa. Seu coração é esmagado, mas ele permanece na luta, lutando por Deus, seu amigo.

SEPARAÇÃO DE TODOS OS SEUS BENS (Gênesis 25.5)

Finalmente Abraão separa-se de todas as suas riquezas que foram dadas ao seu filho. E Abraão ficou só, absolutamente só, mas Deus, seu amigo e companheiro para sempre.

Se desejar, deixe o seu comentário abaixo:

© 2018 Família David Gomes - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido e customizado por MTV Developer - RJ/Brasil

Créditos e Gratidão