top of page

SALITRE E SABÃO IMPOTENTES, MAS MISERICÓRDIA SUFICIENTE (Jeremias 2.20 em diante e 3.11)

Sermão pregado na Igreja Batista da Tijuca – atual Primeira Igreja Batista no Andaraí (RJ) em 03.10.1956

 

O verso que nos chama a atenção hoje não é senão uma continuação das ideias mestras contidas no seio do capítulo. Depois de mostrar a ingratidão do povo e de seus desvarios, o profeta exclama que não haveria outro meio pelo qual pudessem se livrar das consequências acarretadas pelos seus pecados.


I - HOMENS MARCADOS - "A tua iniqüidade está gravada perante ti" - Jeremias 2.22.

1.    Victor Hugo – (1892-1885), tem uma história admirável  nas páginas de "O Homem que Ri".

Um pobrezinho caíra nas mãos de uma tribo que marcava os homens. E aquela criança depois de muitas tribulações e sofrimentos vem até Ursus, aquele mesmo que dizia:” Sei fazer o bem, mas não tenho coragem de o fazer” e diz:  vos lembrais como naquela madrugada de neve o monstro filósofo fora despertado pela chegada da criança. Trazia uma pequenina de meses encontrada sobre o corpo da mãe morta. O monstro sai para verificar a verdade do que o menino dizia. Confirmada a verdade deixa a criança lá. Mas, na manhã seguinte, o menino ria.  -Por que te ris? - Não estou rindo...

O coração do monstro se contorce e ele diz: “Não pensei que se fizesse isto ainda hoje”. Era a criança vítima da época, cortada nos lábios para mostrar sempre os dentes. Adiante vê a criança que acorda e vai acudi-la ávido por fitar seus olhos, mas descobre logo que ela era cega. Carnaval da morte!

A grande página não é senão o retrato da Humanidade que contemplamos hoje: ri, mas sem motivos de risos. Humanidade que aparenta por vezes felicidade que não existe. Muito sofrimento por trás de toda aparência.

Raimundo da Mota de Azevedo Correia – (1859-1911), retratou isto ao dizer: "Quanta gente que ri, talvez consigo mesmo traga, no invisível, chaga cancerosa. Quanta gente ri  cuja ventura única consiste em parecer aos outros venturosa".

Sim, somos homens marcados. Caim foi marcado pelo Senhor e sua marca parece estar em cada um de nós. Jó espelha esta verdade ao dizer as palavras.registradas em Jó capítulo 9.21 e.31; Paulo em Romanos 7.16.  O salmista comenta o mesmo fato ao dizer as palavras do grande Salmo 14, palavras repetidas ainda no salmo 53. É por isto que o salmista ainda pergunta ansioso: "Como purificará o mancebo o seu caminho"...


II - HOMENS MARCADOS À PROCURA DE SALITRE E SABÃO

Nosso texto ilustra essa procura. Salitre e sabão antigos solventes muito usados nos dias do profeta. Eram plantas e sais abundantes; muito abundantes, mas inúteis para limpá-los completamente.

A procura de salitre e sabão é ilustrada em dois versos advindos do povo. O primeiro: "Nós não temos procurado os balains; não os temos procurado" - verso 23. Qual nada temos procurado. E a outra desculpa diz: "Nunca mais transgredirei" - verso 20. Mas essa confissão não ia ao profundo de sua alma, uma vez que não reconheciam o alcance e a profundidade de suas faltas.

Quantas .pessoas passam a vida inteira a dizer: Não vou fazer mais isto, mas continuam fazendo porque não aprenderam ainda a gravidade do assunto.


III - QUANDO O SALITRE E SABÃO SÃO IMPOTENTES, A MISERICÓRDIA É SUFICIENTE

1. Em 2.5 temos uma das respostas do povo: "Qual o que não há mais esperança. Está tudo perdido. Nossas tentativas e promessas são vãs...". De fato não há esperança para os homens marcados. Em Jó 14.1-10 o grande servo de Deus mostra essa ansiedade. Mas nesta hora de desânimo Deus vem ao encontro do povo.

2. Em 3.12 diz o Senhor Deus: "Vai e apregoa a este povo"... Volta... Duas exigências somente.

2.1) Reconhece a tua iniquidade; impotência; fracasso ao se apartar de Deus -verso 13a.

2.2) Volta... convertei-vos e vos darei:

a) Sião - verso 14;

b) Pastores segundo o meu coração - verso 15.

3. O resultado é que aqueles que eram marcados por causa de seus pecados se tornaram marcados por Deus e para Deus. Paulo fala no trecho aos Gálatas: "Eu trago no meu corpo as marcas do Senhor Jesus" – (6.17). E o apóstolo São João acrescenta: "Sabemos que somos filhos de Deus" – (1João 3.2). Não mais estigmatizados pelo pecado, mas marcados pelo selo de Deus e para a sua glória e uso.

Se desejar, deixe o seu comentário abaixo:
bottom of page