QUANDO A GRAÇA DESCEU DO CÉU (Tito 2.11-14)

Ao se aproximar da morte4, John Selden (1584-1654) declarou: “Estou convencido da veracidade das Escrituras”. E Tito representa o que há de mais maravilhoso nas Escrituras para o seu coração.

Um índio narrava com emoção a quase tragédia de sua vida. Seu barco pegou uma correnteza e descia célere para o abismo, quando uma árvore que caíra pela madrugada segurou a embarcação. O pregador que ouvira a história disse de imediato: “Aqui está o que a graça de Deus nos faz”...


I – A ORDEM DA GRAÇA MARAVILHOSA

1. Manifestou-se descendo do céu. Deus é fonte de graça.

2. Pela graça Deus nos revela Jesus Cristo, seu enviado.

3. Por meio de Jesus a graça é comunicada aos homens. A lei veio por Moisés; a graça e a verdade por Jesus Cristo.


II - A GRAÇA E A LEI COMPRARADAS


William Paton Mackay (1838-1870) dá-nos um estudo belo pelo contraste que apresenta:

1. A lei foi dada através de Moisés. A graça enviada por meio de Cristo.

2. A lei mostra o que o homem pode ser. A graça o que o homem é o que Deus é.

3. A lei foi dada. A graça veio do céu. A graça foi feita gente na encarnação.

4. A graça demonstrou no Calvário o que o pecado pode fazer. Mas a graça demonstrou no Calvário até que ponto o amor de Deus está à nossa disposição.


III – REAÇÃO DO HOMEM EM FACE DA GRAÇA

1. O homem por natureza não gosta nem da graça nem da verdade. O homem não gosta da perfeição. Jesus exemplifica isto em Mateus 11.18-19. João não comia nem bebia e diziam: “Tem demônio”... Jesus come e bebe e dizem “É glutão, bebedor de vinho e amigo de pecadores”...


2. Quando Lutero começou a pregar a justificação pela graça mediante a fé, até as autoridades religiosas começaram a combatê-lo. Mas é exatamente isto que a graça faz: Ela traz salvação.


3. O homem quer mostrar a Deus a sua bondade, a sua religião. Mateus 15.21-20 mostra o que a religião faz. Os versos 21 -28 o que a graça realiza. O verso 8 destaca a base certa: “Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim”. Agora a mulher estrangeira dos versos seguintes – fora dos limites da graça, segundo os judeus. No verso 23 os discípulos a mandaram embora. Mas a fé da mulher vence todas as resistências: verso 28 a vitória da fé.


IV – GRAÇA PARA TODOS EM TODO TEMPO


Certo prisioneiro por crime de roubo foi liberado em juizo e aceitou emprego como guarda de uma relojoaria. Certa noite, foi visitado por um ex-companheiro de vida de roubo. O que está fazendo aqui? Sou vigia. O dono da casa sabe que você foi preso por roubo? Creio que não sabe. Pois fique certo se ele souber você será mandado embora...

Este homem trabalhando ali poderia fazer uma de duas coisas. Disse: Eu vou te dar uma gratificação para que você não conte nada ao meu patrão. Partilharei meu salário com você para que ele não venha saber... Seria o medo para sempre? Mas aquele homem que não mais praticava roubos tomou a seguinte atitude: Meu caro patrão; tenho algo a dizer-lhe no meio da alegria do meu trabalho. Eu fui ladrão, andei pelos caminhos contrários à lei... Mas fui salvo por Cristo... O dono da loja aceitou sua palavra... Agora está tudo bem, e muito bem...

Aqui está o que Deus quer do homem ao dizer: “Arrependei-vos e credes”... Marcos 1-15.

Se desejar, deixe o seu comentário abaixo: