MORDOMIA TOTAL PARA NECESSIDADES URGENTES( Gênesis 14.18-24; Salmo 50.7-23)

Alguns pensam que o dízimo é tudo que compreende a palavra mordomia. A realidade é que, se considerarmos esta vestimenta como a mordomia, o dízimo representaria um botão da vestimenta. Um décimo de todos os rendimentos é: obediência. Noventa por cento restantes devem ser: consagrados a Deus. Essa consagração disciplinará o uso, sem desperdício. Desperdiçamos mais em comida que em qualquer outra coisa.


I - COISAS SAGRADAS OU MATERIAIS

A Bíblia demonstra o interesse de Deus pelas coisas materiais e nos desafia ao pensamento nobre em relação a tudo quanto chamamos nosso:

1. No Jardim do Éden, Deus deu a Adão a liberdade de agir como queria no jardim, menos no uso do fruto de uma determinada árvore. A proibição havia de lembrar a Adão que Deus era proprietário do jardim.

2. Jesus fala dos pássaros: "Não se vendem dois pardais por um asse (Mateus 10.29), Não se vendem 5 pardais por dois asses e nenhum deles está esquecido diante de Deus" (Lucas 12.6).

3. No ministério de Jesus ele pediu o jumento emprestado e pediu também o barco de Pedro. Coisas materiais a serviço de Deus.

II - O PERIGO DA COBIÇA NOS CAMINHOS DO HOMEM

1. Ló cobiçou a cidade rica e as planícies verdejantes. Perdeu na escolha.

2. Faraó viu nos israelitas propriedade dele. Moisés viu criaturas. A diferença está na Bíblia.

3. Acompanhemos a história do livro de Josué e do povo de Israel (Josué 7.18-20)

4. Judas e Jesus. Por causa de 30 moedas de prata (Mateus 26.14-16).

5. Em Atos 5 lemos de Ananias e Safira tentados e mortos por causa da cobiça material.

III - O QUE SOMOS CHAMADOS A REALIAZAR COM NOSSO TRABALHO MATERIAL

Temos o maior programa que o mundo comporta: todas as nações, raças, eras, negócios, governos, instituições, tudo para conquistar para Jesus. Na agenda de Deus para o ministério do cristão, tudo foi incluído. Mas a movimentação das esferas de ação da igreja depende da integral cooperação do que a Bíblia chama cristão e muitos outros títulos, conforme relação anterior. O método está no texto de nossa lição de hoje:

1. Deu-lhe o dízimo de tudo.

2. Reconheceu no sacerdote, o pastor, o legítimo representante de Deus (Gênesis 14.18-20)

Lembro-me, agora, da história de um diácono que descobriu óleo nas suas terras. Iniciou a perfuração e veio muito dinheiro. Deu para a igreja e para as causas nobres. Veio a depressão de 1929. Bancos começaram a fechar e os poços a secar. Sem desanimar o diácono disse: o que consagrei a Deus permanece. O que guardei para mim, isto perdi.

Arthur Tomas (1803-1888) conta a história de uma mulher que era apenas empregada doméstica. Instrução pequena e possibilidades limitadas, mas foi conhecida como a mulher que gostava de contribuir. De certa feita trouxe a oferta e pediu que o pastor a colocasse na sacola e não ela. Era grande demais a oferta. O pastor inquiriu como ela conseguiu tanto dinheiro e ela replicou: lavei roupa em dobro e trabalhei em casa em dobro. Anos mais tarde o pastor Tomas voltouà pequena igreja, agora grande e bela. Descobriu que Ana, a empregada humilde, havia morrido. Deixou no testamento a sua pequena casa e tudo mais para a igreja que amava. O pastor comentou: Ana Nancy, o seu nome, fez tudo quando podia. E nós?

Se desejar, deixe o seu comentário abaixo:

© 2018 Família David Gomes - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido e customizado por MTV Developer - RJ/Brasil

Créditos e Gratidão