top of page

JESUS O BOM PASTOR (João 10)

Pregado na Igreja Batista da Tijuca, hoje Primeira Igreja Batista no Andaraí – Rio de Janeiro (RJ) em 17.01.1954

Vimos na primeira meditação desta série algo sobre o Cristo precioso. Em seguida consideramos "Jesus como nosso Mestre". Hoje consideraremos o termo tenro e sugestivo: "Jesus o Bom Pastor". Vale notar que o título não foi dado neste trecho por alguém a Jesus, mas ele mesmo se chamou de bom pastor. Consideraremos este título tão expressivo e tão tenro que o Divino Mestre colocou sobre si.

I - CENÁRIO DA FAMOSA DECLARAÇÃO

A. Jesus estava contemplando uma cena de intolerância. O início do capítulo dez coloca a história em sequência direta à cena que o precede. Ali estavam os líderes religiosos, aqueles que deviam ser os mais piedosos e amigos de todos para apresentar a religião verdadeira os mais em flagrante contraste entre o ensino e a conduta expulsavam o pobre crente. Diante daquele quadro, Jesus ilustra sua atitude contando a história do pastor.


B. Imaginemos um curral oriental. Era um cercado grande no qual os pastores de toda a redondeza traziam suas ovelhas para passarem a noite. À entrada havia sempre um porteiro, o qual velava pelas ovelhas. Era uma espécie de garagem para ovelhas. De manhã cedo os pastores começavam a vir cada um por sua vez para levarem as ovelhas aos pastos. Usavam, então, de artifícios diversos: Um destes consistia em marcar com pedrinhas o número de ovelhas. Outra maneira era chamá-la pelo nome e elas seguiam a voz. Dr. Henry Stanley Plummer – (1874-1936) conta a história de um pastor escocês que trocou as vestes com um pastor nativo, mas as ovelhas seguiram a voz e não as vestes.


C. Tendo isto em mente, imaginemos Jesus o pastor das ovelhas. Ele chega e o porteiro alegremente abre-lhe a porta e deixa-o entrar. Quem é o porteiro? Deus? Espírito Santo? João Batista?

II - EU SOU O BOM PASTOR - HUMILDADE E DILIGÊNCIA

Notemos, em primeiro lugar, que há o pastor que busca a ovelha e cuida dela e o pastor que só se interessa por aquilo que a ovelha lhe pode dar. Este é o mercenário.


Em segundo lugar, Jesus chama todos os que vieram antes dele, de ladrões a salteadores. Teriam sido os fundadores das religiões orientais ladrões e salteadores. Pelo menos não foram poderosos para salvar. Não há sistema religioso ou ético que se assemelhe aos princípios de vida e de poder ensinados e vividos por Jesus.


Há, ao menos, seis coisas que as ovelhas sabem em relação ao seu pastor:


1) Elas conhecem a sua voz.

2) Elas conhecem o pastor.

3) Ouvem quando ele as chama pelo nome.

4) Elas o amam.

5) Elas confiam nele.

6) Elas o seguem em confiança.


Razões para tão grande apreço por parte das ovelhas:


1) Ele as conhece.

2) Ele veio para buscá-las e para que tenham vida.

3) Ele representa a garantia daqueles que vem a ele por salvação.

4) Ele não faz exceção.

5) Ele não mede sacrifícios.

6) Ele dá garantia perene.


III - CARACTERIZEMOS JESUS COMO PASTOR

1. É o símbolo do valente, pastor e pedra de Israel - Gênesis 49.24. Jacó falava de José em sua luta e seu testemunho. E nessa luta e testemunho evoca a figura do pastor e guia, sempre pronto a protege. Sem dúvida uma profecia a respeito de Jesus.


2. Zacarias 13.7 fala-nos do pastor ferido. É o retrato de Jesus a tomar sobre si as nossas dores e os nossos pecados. É a figura do pastor que sai pelos caminhos e valados, que carrega sobre os ombros a pobre ovelha desgarrada.


3. Ao comentar a respeito de Jesus, Pedro diz que "antes aqueles crentes eram ovelhas desgarradas, agora haviam voltado para o pastor e bispo das almas. O escritor de Hebreus chama a Jesus de Pastor de ovelhas, mas não de simples pastor. Ele é o grande pastor.


4. Ao escrever o famoso Salmo 23, Davi diz: "O Senhor é o meu pastor e nada me faltará"... Charles Spurgeon – (1834-1892) ao comentar este salmo diz: "Ele vem imediatamente após o famoso salmo messiânico descritivo do sofrimento e dores do Messias; porque somente pelo seu sacrifício e morte nós o poderíamos ter como pastor e bispo de nossas almas".

Casal de crentes perdeu o único filho, fonte de suas alegrias. Por que, se Deus é amor? O pastor convidado nada disse, mas na hora do enterro declarou: Deus quis levar o filho para ter ao menos um desta família tão simpática no céu.


Contou que certo pastor abriu o curral e colocou dentro o alimento mas as ovelhas não queriam entrar. Tomou um cordeirinho, levou-o no ombro e as ovelhas vieram. O bom pastor é Cristo, o curral aberto, o céu, o seu Filho, o cordeirinho.

EQUIPAMENTO DO PASTOR

1. Embornal.

2. Odre para água.

3. Atiradeira - Juízes 20.16 - defesa e ofensiva.

4. Cajado, arma de defesa.

5. Vara, disciplinadora das ovelhas - Ezequiel 20.37; Levítico 27.32. Ovelhas para o corte, ovelhas para produzir lã.


I - Jesus como Pastor - Porta aberta para a vida.

II - Jesus como verdadeiro Pastor.

III - Jesus como Pastor - uma opção de amor - 10.17-18., cruz e vitória juntos.

Se desejar, deixe o seu comentário abaixo:
bottom of page