DINÁ, FILHA DE JACÓ (Gênesis 34)

Quero crer que poucas pessoas da igrejatenha lido com atenção este capítulo. De fato ele é chocante, e que causa um tanto de indiferença. Mas temos aqui uma grande mensagem de advertência, principalmente à mocidade.

Diná era a única filha de Jacó e, por certo, merecia muito do seu amor e candura. Ela concretizava muitas de suas esperanças. Foram de viagem, e, ao chegar na terra estranha,as esperanças de Jacó se transformaram em dor de coração.


I - RETRATO BÍBLICO DE DINÁ

1. Seu nome significa julgada. Sua mãe se chamava Léia e seu pai Jacó.

2. Ao chegarem a Siquém tinha possivelmente seus 15 a 17 anos. Alguns julgam que fosse um pouco mais jovem. Estava nesta idade de ilusões, esperanças e erros. Talvez tivesse saído em franca desobediência aos pais.

3. Josefo informa que a ocasião era de festa entre o povo do lugar. Outros dizem que o termo usado implica em visita de amigos.ou uma visita costumeira. O que aconteceu na festa revela a conduta da jovem. Um passo em falso leva todo o corpo após si. Na tragédia em São Paulo quando 59 pessoas morreram no incêndio que lavrou no prédio, uma jovem ia ser socorrida pela rede do bombeiro quando seu pé fraquejou, resvalou e ela pereceu em pedaços.

4. O termo usado para descrever o fracasso de Diná, dá a entender que ela foi forçada, violentada, dominada.


II - CONSEQUÊNCIAS DA SUA LEVIANDADE

1. Sua queda moral por parte de um habitante da terra estranha. Diz um comentadorque naquela parte do mundo um homem é mais desonrado pela sedução de sua irmã do que um homem pela infidelidade de sua esposa, pois, dizem eles, o homem pode divorciar da esposa e separar-se mas não pode desfazer-se de sua irmã.

2. O ódio de seus irmãos. Eles não podiam imaginar que tal desgraça lhes tivesse ocorrido. Simeão e Levi, irmãos carnais de Diná resolveram tomar a vingança. A tristeza de Jacó, verso 5, não disse nada.É difícil falar quando a dor é demasiada.

4. Uma vergonha para a religião. Simeão e Levi fizeram uma exigência absurda ao estrangeiro. Diz Stuart Hall (1932-2014): "Tinham Deus nos lábios e Satanás no coração". É verdade. Sua intenção era sacrificar os estrangeiros, mas suas palavras eram de invocar um tema religioso que eles mesmos não praticavam.


III - LIÇÃO PARA NÓS HOJE

1. Como grandes males têm início em pequenas ações, Diná saiu para uma festa e voltou maculada....Cuidado jovens com a maneira de namorar e de expressar o amor. Muita desgraça tem caídosobre moços e moças crentes por causa de leviandade. Seeu fosse pai ou mãe de alguns de nossa igreja, haveria de fazer um conserto comigo mesmo para corrigi-los e orientá-los, mesmo que me custasse muito.

2. Não basta o amor. O amor é fundamental. Sem ele nada é feito. Mas o amor mal orientado é fatal. A questão de raça é importante. Não basta querer. É preciso dever.

3. Muitos crimes são cometidos em nome da religião. O crime dos filhos de Jacó teve por capa a religião.

4. Circuncisão sem fé era nula. Era perdição. Assim batismo sem arrependimento de nada adiante.

5. A honra de uma mulher deve valer mais que sua própria vida. Qualquer nação que perde a importância deste ponto, está prestes a ser anulada.

Precisamos incutir na mocidade o seu próprio valor, se orientado por Deus.

Se desejar, deixe o seu comentário abaixo: