DE QUEM É O TEMPO? (Eclesiastes 9.11)

Pregado na Igreja Batista da Tijuca, atual Primeira Igreja Batista no Andaraí (RJ), em 10.01.1954


Este é o mês do orçamento da igreja. Mas através doa anos vimos fazendo dele um mês de mordomia em todos os sentidos. "O tempo é essência da mordomia e o mordomo da juventude terá como maior tesouro o minuto de agora para usá-lo de melhor modo possível".

Basil Joseph Matthews (1879-1951) ao escrever a biografia do grande John Raleigh Mott (1865-1955), cita um discurso do mesmo à mocidade, desafiando-a a tomar sempre as prioridades. Ele cita alguns pensamentos que vale à pena repetir: "As horas passam e são postas em nossa conta", é a inscrição que aparece num relógio solar na Inglaterra. E lembra em seguida o provérbio Árabe: "A aurora não vem duas vezes acordar o homem". Existe um outro provérbio interessante: "Não sou responsável pelo rosto com que nasci, mas por aquilo que fiz nestes anos de vida é obra minha".

Meus irmãos, não tenho em mira soltar carapuças sobre os irmãos; mas o interesse de que aprendamos a usar o nosso tempo.


I - TODOS TEMOS TEMPO

Esta é a primeira verdade de nosso verso. Deus nos deu este tempo. "O tempo e a sorte pertencem a todos". Que vamos fazer com ele? Nosso dia tem 24 horas. Oito dessas horas gastamos dormindo. Sobram-nos 16 horas. Quais as atividades para essas 16 horas? Arrumar a casa, costurar, cozinhar, visitar, orar, ler a Bíblia, trabalhar no ofício. Que mais?

Que estaremos nós fazendo de nosso tempo? Em Lucas 12 ao contar a parábola do servo vigilante Jesus apresenta dois tipos de homens: O homem vigilante que espera o Senhor e o servo malcriado que começa a cometer desmandos, usando mal o seu tempo. Estamos na época da partida do Senhor. Honestamente, procuremos descobrir o que estamos fazendo do nosso tempo.

Há muitos anos entrou um homem na loja de Benjamin Franklin (1706-1790) para comprar um livro. Quanto custa? Um dólar... O homem começou então a examinar o volume, virando-o e revirando-o... Depois pediu um desconto. O livro estava muito caro... O empregado chamou Benjamin Franklin e este que ouviu a conversa disse: O preço do livro é 1,25... Mas... e começou a argumentar... Franklin disse então: "Está bem, o senhor pagará 1,50 pelo livro... O homem já semi-enfurecido começou a ameaçar enquanto Franklin o ouvia impassível. Ao fim do clamor Franklin disse: Está bem, se quiser pode levar o livro por 2 dólares, pelo tempo que o senhor me fez perder... Tempo é dinheiro".

Que estamos fazendo do nosso tempo? O irmão ou irmã que perde um minuto à toa a repetir algo inteiramente inútil, para o irmão, quanto vale um minuto? No rádio um minuto custa Cr$ 100,00 pela manhã e Cr$ 1.500,00 por um anúncio de 30 segundos à noite. Há um poema que diz: "Deus pede estrita conta do teu tempo"... Quanto vale o tempo que perdemos aos olhos de Deus? Temos tempo: Que estamos fazendo dele?


II - OS HOMENS NÃO CONHECEM O SEU TEMPO

- Eis a segunda verdade apresentada pelo sábio.

1. Quereis ouvir algo curioso? Então ouve. Os fumante norte-americanos queimam 600 mil cigarros por minuto; as tipografias imprimem 160 mil selos por minuto; os cachorros norte-americanos comem duas mil latas de alimento próprio por minuto; nascem sete por minuto; os norte-americanos consomem 6 quilos de analgésicos por minuto; cometem-se quatro crimes graves por minuto; compram-se jornais na média de 100 por minuto; os norte-americanos comem cerca de 3 mil ovos por minuto e a longevidade aumentou em 10 anos 18 segundos por minuto....

2. Agora eu pergunto: Estamos nós conhecendo o nosso tempo em sua utilidade? No capítulo três deste livro temos a célebre passagem sobre o tempo para todas as coisas... É a sugestão para uma divisão sábia e compreensiva do tempo.

3. Diz-se que a Rainha Elizabeth da Inglaterra exclamou ao momento do desenlace: "Todas as minhas posses darei por mais um momento de tempo, mas o tempo não se vende nem a reis"...

4. Em Mateus capítulo 6.25-34 temos a grande e solene pergunta de Jesus: "Por que estais ociosos"? Se dormimos mais do que precisamos, de conversamos mais do precisamos, então estamos sendo ociosos.

5. Paulo o grande apóstolo diz em Efésios 5.16: "Remindo o tempo porquanto os dias são maus"... Esta frase pode significar: Comprando o tempo... porque os dias são maus. Não porque são favoráveis, mas porque são maus. Em Colossenses 4.5 ele expressa o mesmo pensamento. Esta frase pode ser traduzida igualmente por: Comprando as oportunidades . Eu quisera pensar naquela irmã, naquele irmão que sabe tirar tempo para Deus, que sabe usar todos os mentos disponíveis para glorificar o seu Criador. Eu quisera imaginar aquele irmão ou irmã que estará pronto a fazer, a criar, e encontrar oportunidades.


III - JESUS E O USO DO SEU TEMPO

Não vamos fazer um estudo da obra de Jesus nos curtos anos que viveu entre nós. Mas podemos imaginar que Matusalém viveu 969 anos e Jesus viveu 33. Qual deles fez mais? Por que Jesus fez tanto em tão pouco tempo?

1. Porque ele soube dividir seu tempo. João 7.6: "Ainda não é chegado o meu tempo"... Mas estava ele exercendo sua profissão? Não havia ele já realizado alguns milagres?

2. Em João capítulo 11 ele diz: "Não há doze horas no tempo? Era a consciência do valor do tempo.

3. Em Mateus 26.18 temos a célebre declaração de Jesus: O Mestre diz: "O tempo é chegado... O divino Mestre sabia o tempo para começar e o tempo para encerrar.

Liev Tolstói (1828-1910) apresenta três conclusões a respeito do que julgava ser a melhor maneira de um príncipe governar:

a. A pessoa com quem se deve estar agora é mais importante do mundo.

b. A coisa que deve ser feita agora é a coisa que no mundo mais importa a fazer; a hora mais importante é agora, a única hora que realmente possuímos.

E, concluindo, diz: Só pessoas esclarecidas podem perceber a superioridade do agora.

4. Concluamos com as palavras do sábio em Eclesiastes 1.9-10: "O que foi tornará a ser, o que foi feito se fará novamente; não há nada novo debaixo do sol. Haverá algo do que se possa dizer? "Veja! Isto é novo"? Não! Já existiu há muito tempo, bem antes da nossa época".

Se desejar, deixe o seu comentário abaixo: