COMO USAR COM PROVEITO A NOSSA BÍBLIA (1Coríntios 10.1-13)

Duas razões: Primeiro o Dia da Bíblia. Segunda: Experiência em Curitiba. Senhora estranhou que lesse a Bíblia marcando-a... "Nunca li a Bíblia desta maneira"... Entendes tu o que lê?


I - USEMOS A BÍBLIA TENDO EM MENTE O ESPÍRITO EM QUE ELA FOI ESCRITA

"Tudo quanto foi escrito para nosso ensino foi escrito" (Romanos 15.4.6).

1. Gênesis 22.1-2: Não me chamo Abraão, não tenho um filho chamado Isaac. A passagem não diz respeito a mim. A passagem mostra o dever de obedecermos a Deus e acatarmos suas ordens.

2. Gênesis 22.12: Mas se Deus sabia que Abraão ia oferecer o filho, por que então o tentou? Porque o irmão não sabia.

3. Gênesis 1710; conforme Gálatas 5.2-4: Se não devemos nos circuncidar, porque está esta passagem na Bíblia? Para nosso ensino foi escrita. Para mostrar como Cristo simplificou o caminho para o crente.

4. 1Crônicas 1.8: Por que tantos nomes? Para mostrar a todos nós como é necessária organização e ordem nas coisas aparentemente mínimas.


II - ESTUDEMOS A BÍBLIA LEVANDO E CONTA O SEU CONTEXTO

Por diversas razões: Primeira porque dá o verdadeiro sentido da palavra. Segunda porque nos guarda de cometer um erro. Terceira porque nos proporciona um relato completo da revelação.

1. Há muitas passagens que se fossem estudadas isoladamente haviam de trazer grande confusão. Tomemos o livro de Eclesiastes por exemplo: 1.9, 15; 3.19.


2. 1Coríntios 11.5-6: Deve a mulher cortar o cabelo ou não? Se estivéssemos morando em Corinto naquele tempo era melhor não cortar. Mas, se não vamos cortar ,o cabelo então preguemos "não fale a mulher na igreja". Mas se vamos pregar isto como entender Romanos 16.1, quando se recomenda Febe, uma mulher que servia como diácono em uma igreja batista?


3. Vejamos alguma passagem agora em que se nota o contexto completando o sentido das passagens:

1. Mateus 14.11-23 - Notar as diferenças e semelhanças.

2. Mateus 20.29-34, conforme Marcos 10.46; Lucas 18.35. Saía ou chegava em Jericó?

3. Mateus 19.16;30. Dois cegos... o nome...o nome de família.


III - ALGUMAS REGRAS PRÁTICAS PARA O ESTUDO DA BÍBLIA

1. Tenha uma Bíblia para estudo. Bíblia de estudo não precisa ser de luxo

2. Procure uma Bíblia completa: a) com referência; b) ortografia simplificada; c) com concordância; d) de várias versões.

3. Marque a sua Bíblia. Tome nota dos pontos interessantes, dos assuntos sugeridos.

4. Nunca guarde dúvida com você. Se não entende, guarde a dúvida para o professor da Escola Dominical.

5. Leia e medite o que leu.

6. Habitue-se a escrever os pensamentos que lhe ocorrem quando ler a Bíblia.

7. Leia a Bíblia em sequência. Leia suas histórias completas. Leia livros completos.

8. Aproveite todas as notas auxiliares postas na sua Bíblia:

a. os itálicos postos para ajudar... não são inspirados.

b. Significados de nomes próprios.

c. Parênteses, colchetes, notas marginais.

9. Aplique os ensinos na sua vida diária. No Estado de Oregon - Estados Unidos -, recentemente duas senhoras foram sentenciadas por um juiz que lhes mandou ler dois versos da Bíblia no Salmo 39 antes de se apresentarem a ele. É que elas haviam brigado e este trecho fala do cuidado para com a língua.

Sigamos esta regra que alguém formulou: "Ao ler a Bíblia leia a primeira vez para ver o que diz; a segunda vez para ver o que significa; a terceira para ver o que o trecho diz em relação à sua própria vida”.

Se desejar, deixe o seu comentário abaixo: