top of page

AS CHAMADAS DA GRAÇA (Mateus 4.18-22)

Pregado na Igreja Batista da Esperança (RJ) em 09.08.1960

 

Vimos em mensagem anterior algo sobre a graça salvadora de Jesus e seu preço em relação a Cristo, sua vida e em relação ao discípulo de Cristo, submissão incondicional a Deus.

Vamos considerar hoje alguns dos apelos e promessas da graça de Deus em relação a nós. Vamos ilustrar essa chamada no relato do próprio Evangelho, dentro do texto lido.

 

I - VINDE APÓS MIM

A - Temos aqui três palavras que expressam a chamada da graça de Jesus. Observemos a quem se dirige a Ele:

1. Homens trabalhadores que estavam trabalhando. Era manhã e aqueles homens lavavam suas tarrafas preparando-as para as tarefas da noite.

2. Homens comuns. Abraham Linclon – (1809-1865) declarou: "Deus deve amar muito os homens simples, comuns, porque fez muitos deles" - Ezequiel 2.

B - Observemos agora a ordem da chamada.

"Após mim". Não após o sistema organizado de Teologia, não uma Academia, não aquilo que os chamados sábios ensinam, mas a mim mesmo, o Salvador.


II - EU VOS FAREI

1. Tivemos ano passado o grande bolo de aniversário da igreja. Uma prendada senhora da igreja se prontificou a preparar o bolo. Ela nos pediu apenas uma coisa: Os ingredientes. Se os irmãos derem os ingredientes eu faço o bolo. Deu-nos uma lista de materiais necessários. Ela fez o bolo. Jesus nos pede ingredientes.

2. Jeremias conta a parábola do oleiro em Jeremias 18.

3. O crente é chamado vaso - 2Timóteo 2.20.

4. Eu vos farei... Aptos para o verdadeiro serviço; donos de uma  paz perfeita; de uma alegria indefinível; de uma felicidade sem par; novas criaturas nascidas de dentro para fora; os vos farei pastores, missionários.


III - PESCADORES DE HOMENS

1. Região de muitos peixes. Conta-se de um jantar oferecido por um rabino, quando foram servidas trezentas qualidade diferentes de peixes.

2. Numa semana, em Bethsaida saiam 600 mil caixas de sardinhas preparadas.

3. Havia três usos principais dados ao peixe: assado, frito, posto em conserva, salgado para uso posterior.

4. Eu  vos farei pescadores. Não os chamados para seguirem algum sistema já estabelecido, mas para seguir a Cristo, como o oleiro em função.

5. Jesus lhes estava oferecendo uma tarefa.

Muitos entendem que esta é uma passagem para evangelização. É mais que isto. É uma passagem na qual Jesus nos fala de relações humanas. É a sociedade com Cristo que se espalha para uma sociedade com os homens.

Esta passagem crucifica os complexos de inferioridade e de superioridade. Anula o paranóide que nunca se acha em erro. Jesus faz do seu seguidor uma criatura capaz de fazer amigos. Os pescadores da Galileia eram treinados na arte de selecionar peixes. Eram peritos em escolher os bons peixes. Jesus queria que a mesma arte fosse no seu trato com eles.

Se desejar, deixe o seu comentário abaixo:
bottom of page