A MÚSICA NA VIDA E NO CULTO (Apocalipse 14.1-3)

Sermão pregado em 31.07.1948


"A música é a linguagem dos anjos". E sem dúvida existe algo de verdadeiro e inegável nesta declaração. A música é a maior das artes porque apela para dois mundos com igual intensidade. Ela acorda em nós as vibrações mais profundas do mundo interior ao mesmo tempo que nos leva à realização.do ideal do mundo exterior.

A música é o eco da voz de Deus nas almas. Li uma declaração pela qual se diz que a música é a quarta necessidade do homem. Talvez por isso Sheakespare tenha dito: "O homem que não tem música em si ou que não é movido por um doce som, é predisposto à traição, ao estratagema".

Naturalmente, não nos será possível ir ao extremo das declarações de alguns poetas incrédulos, mas de qualquer maneira elas nos mostram o interesse e o apelo universal da música.


I - MÚSICA NA VIDA DOS POVOS

1. Dizem-nos os historiadores que todos os povos têm a música incorporada à sua vida, em maior ou menor extensão.

2. Sua origem:

a) Vem de um vocábulo egípcio e que veio do Egito provavelmente depois do Dilúvio, concebendo a sua ideia como derivada do sonido dos canaviais à beira do rio Nilo.

b) Outros dizem que o homem tentou imitar o cântico dos pássaros e criou instrumentos.

c) Outros dizem que ela surgiu dos ritmos naturais como o galopar de um cavalo.

d) A Bíblia nos diz que a música veio antes do Dilúvio (Gênesis 4,21) com Jubal já com o instrumento.

3. Sua existência entre as nações:

a) Os relevos apresentados pela arqueologia nos apresentam a música como arte antiga e bem desenvolvida entre os egípcios, assírios, persas e chineses.

b) Os gregos tinham em Apolo o deus da música.

c) A Bíblia nos fala grandemente da música entre os hebreus com os cantores de Israel que usavam no culto, nas festividades e mesmo como medicina, como o caso de Saul. Aliás, 400 anos Antes de Cristo também os gregos a usavam como medicina. Hipócrates a usava como remédio das moléstias nervosas.


II - A MÚSICA NA RELIGIÃO CRISTÃ

1. O anúncio do nascimento de Cristo era feito em cânticos celestiais, e pouco antes do Mestre sair para ser crucificado, ele cantou o hino e foi para o Monte das Oliveiras.

2. Silas e Paulo cantavam em altas vozes por ocasião da sua prisão em Filipos.

3. O Livro da Revelação nos apresenta o coro dos anjos, o coro dos remidos e o coro dos anciãos, todos cantando o novo cântico, cântico do Cordeiro. A música tem sido ligada a todos os movimentos espirituais.

4. O silêncio da Idade Média rompido pelos acordes marciais do hino "Castelo Forte é nosso Deus", Lutero disse que seus hinos fizeram mais pelo êxito da Reforma que seus sermões. E o Papa repetiu as mesmas palavras.


III - PALAVRAS AO CORO

1. Mordomo tanta das vozes quanto do dinheiro.

2. Três espécies de música: Uma toca o corpo; outra o gosto artístico, outra leva a alma a Deus.

3. A influência do que cantamos perdura muito além do que qualquer palavra do ministro de música.

4. No céu nosso trabalho será cantar.

Se desejar, deixe o seu comentário abaixo: