DE MÃOS DADAS PARA UM FIM COMUM (Marcos 2.1-12)

INTRODUÇÃO: Nosso texto apresenta quatro homens que levam uma maca. Não sabemos todas as suas diferenças. Um mais alto, outro mais gordo, um mais moço...Mas os quatro se uniram um fim comum: levar um necessitado à presença de Jesus. Eram quatro com um objetivo. Mais que quatro somos nós. Mas temos apenas um objetivo.

I – OLHEMOS PARA O NOSSO PARALÍTICO. 1. Nosso paralítico é o enfermo de nossa Igreja. Ouvimos semana passada um testemunho de alguém a respeito de terceiro que estava com medo dos maconheiros... Outro dos nossos crentes comentava os tempos quando passara embriagado em frente ao templo. Temos aqui o que existe de mais degradante. É o mundo das drogas, do vício e dos crimes contra a moral.

2. Nesse mundo temos por garantia a nossa fé. Precisamos levar o doente a Cristo, mas somente a fé poderá desbaratar as montanhas que insurjam contra nossos objetivos. A fé daqueles quatro curou um quinto personagem.

3. Andando pelas ruas contemplávamos os rostos por sobre os apartamentos. São homens e mulheres que vivem nas proximidades da igreja....e precisam de Cristo.

II – DE BRAÇOS ABERTOS PARA UM FIM COMUM. 1. Imaginemos aquela maca levada por quatro. Se um dos quatro falhasse a sua parte estaria por terra. Poderia até resultar na morte do paralítico ao invés da sua cura.

2. O programa de uma igreja de Cristo precisa de quatro colunas fortes:

1) Um calendário de atividades; 2) Um orçamento; 3) Um programa de evangelização e 4) Um programa de oração. Qualquer ponto falho será a falha no todo. Precisamos cada um cuidar de cada um dos quatro pontos para que consigamos curar o “paralítico”.

III – DE MÃOS DADAS PARA VENCER OS OBSTÁCULOS 1. Aqueles quatro homens descobriram que haviam empecilhos à sua ação. Não podemos nunca esperar uma vitória sem luta.

2. As casas dos judeus tinham um telhado liso e apenas uma porta à frente. Era costume que em estando aberta a porta a entrada estava também aberta. Mas ao chegarem os quatro descobriram que a gente se comprimia dentro do salão de tal forma que não lhes seria possível ver Jesus, sem removerem os empecilhos.

3. Estamos às portas de grandes eventos espirituais. Nada conseguiremos se houver empecilhos em nossas próprias vidas. Precisamos viver em paz com Deus e com os homens.

Se desejar, deixe o seu comentário abaixo:

© 2018 Família David Gomes - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido e customizado por MTV Developer - RJ/Brasil

Créditos e Gratidão