DEUSES QUE OS HOMENS FAZEM

Êxodo 20.4-6

 

Lemos em Êxodo 20.4-6, aquilo que desejamos manter diante de nós nesta hora:


“Não farás para ti imagens de escultura, nem semelhança alguma do que há em cima nos céus, nem embaixo da terra, nem nas águas debaixo da terra. Não as adorarás, nem lhes darás culto; porque eu sou o Senhor teu Deus, Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me aborrecem. E faço misericórdia até mil gerações daqueles que me amam e guardam os meus mandamentos”. 


Em todos os lugares por onde os israelitas andavam, eles encontravam ídolos. Os ídolos principais do Egito tinham forma humana, mas também características de animal. Baal era um deus cananita, e era apresentado como um guerreiro. Mas ele tinha também o sinal de uma lança. A pergunta sempre surge: Se é deus o ídolo, ou se o ídolo é que representa e personifica o deus?


Alguns pensam de uma maneira e outros de outra maneira. O certo é que Deus dá neste mandamento a proibição total e absoluta à feitura de qualquer tipo de imagem, de qualquer coisa que venha toldar da visão humana a verdadeira visão de Deus. 


O segundo mandamento, portanto, condena a apresentação do Senhor, como sendo imagem ou ídolo, e condena o uso de imagens ou de coisas criadas, mesmo como auxílio à adoração, como alega alguns. 


Deus é espírito e não pode ser representado por uma imagem. Deus fala à humanidade pela Sua Palavra. E na sua Palavra aprendemos que o diálogo nosso com Deus é por meio de nosso Senhor Jesus Cristo.


A ideia de idolatria é incompatível com a própria natureza de Deus. Deus é livre, é soberano. Deus proibiu o uso de imagem também como ajuda à adoração. Ele queria que os homens jamais se prostrassem diante de uma coisa física, mas deseja que os homens se prostrem diante dele, como o Deus Espírito. 


Chegando ao mundo de hoje, existe uma série de idolatrias que estão surgindo e convém que lembremos que o ídolo é tudo aquilo que entra entre a minha alma e o meu Deus! 


Vamos elencar alguns tipos de idolatria que temos: substituir uma expressão da obra de Deus, como sendo ela única; convém que lembremos que a igreja não é Deus, a Bíblia não é Deus. São expressões de Deus, mas o Senhor está acima de tudo. Quando limitamos Deus ao nosso entendimento, caímos na triste fase de decadência espiritual. Deus é ilimitado, vivo e santo. Quando olhamos para o homem moderno, olhamos, por exemplo, para a chamada ciência, os chamados estudos sociais, as chamadas conquistas intelectuais. Muitos transformam tais coisas em ídolos e adoram. E alguns andam o mundo inteiro à procura de um título, a fim de satisfazer a sua vaidade pessoal. Mas quando começamos a olhar para a Palavra de Deus, descobrimos que essa atitude não é a melhor. 


Alguns fazem da esposa ou esposo o seu ídolo. Outros do seu pastor o seu ídolo. Outros das suas riquezas o seu ídolo. Outros ainda das modas até escravizadoras o seu ídolo. Mas Deus não admite ídolos. Ele quer o nosso coração, a nossa vida e a nossa fidelidade para sempre.
 

Compartilhar
Twitar
Google+
Please reload

Se desejar, deixe o seu comentário abaixo:

© 2018 Família David Gomes - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido e customizado por MTV Developer - RJ/Brasil

Créditos e Gratidão