A RIQUEZA QUE EMPOBRECEU O MAIOR MILIONÁRIO DO MUNDO

(Janeiro de 1978) 


Temos uma advertência no livro de Tiago, o autor mais prático do Novo Testamento, que vale a pena citar, antes do entrarmos nos comentários marcados para esta hora, a respeito da riqueza que realmente trouxe confusão ao homem. Veja o que diz o apóstolo na sua alta sabedoria:


(Tiago 5.1-6) “Atendei agora, ricos, chorai lamentando, por causa das vossas desventuras que vos sobrevirão. As vossas riquezas estão corruptas e as vossas roupagens comidas de traça. O vosso ouro e a vossa prata gastos de ferrugens e a sua ferrugem há de ser o testemunho contra vós mesmos, e há de devorar como fogo as vossas carnes. Tesouro acumulastes nos últimos dias. Eis que o salário dos trabalhadores que ceifaram os vossos campos, e que por vós foi retido com fraude, está clamando; e os clamores dos ceifeiros penetraram até os ouvidos do Senhor dos Exércitos. Tendes vivido regaladamente sobre a terra. Tendes vivido nos prazeres. Tendes engordados vossos corações em dia de matança. Tendes condenado e matado o justo, sem que ele vos faça resistência”.


O milionário que tenho em mente; era o famoso Hughes. O homem que foi aclamado por todos como um dos mais ricos do mundo, tendo deixado um império de 2 bilhões e 300 milhões de dólares, depois da sua morte. 


A revista TIME, dos Estados Unidos, na sua edição de 3 de outubro de 1977, no entanto, traz a descrição do que foram os últimos dias do famoso milionário. Ele vivia praticamente só, sem amigos, cercado dos seus empregados para defendê-lo de todos os perigos. Estava acometido de um problema mental, que o fazia sentir-se perturbado. Os seus auxiliares dizem que ele tomava regularmente um entorpecente para dormir. E sempre ia além da quantidade dada pelo médico, porque ele realmente sentia necessidade de mais para conseguir dormir. Todavia, os comprimidos foram se tornando fracos, e ele descobriu então um novo entorpecente, que a revista dá o nome de “BOB”, porque os auxiliares chamavam de um bombardeio máximo! Ele tomava os comprimidos e os dissolvia em água e depois então ele colocava na sua própria veia. E diz que às vezes ele caia imediatamente, às vezes sem tirar a agulha da injeção da sua veia, e então ficava dormindo por longo tempo, como se fosse realmente morrer. Os auxiliares, vão adiante e dizem que a sua vida era tão miserável, que ele chamava essas pílulas de “minhas boazinhas” e não podia de maneira nenhuma ficar sem tomá-las. 


Esse homem que morreu de fome, sendo um dos mais ricos do mundo, deixou um testamento confuso. E não obstante; aquele homem morreu de fome, porque as doenças o acometeram de tal maneira que ele não podia mais comer e deixou sobretudo um testamento que diz a mesma revista, é uma verdadeira agonia para os que pretendem receber algum auxilio da sua enorme fortuna. No momento, existem pelo menos 23 pessoas que estão disputando uma pequena parte daquela fortuna que não tem descrição, mas ninguém na realidade está legalmente qualificada para receber alguma coisa. A luta continua e aquele homem que recebeu tanto e tinha tanto, não obstante, gastava muito do que tinha nos cassinos.


Meus amigos; aqui não se combate o homem. Mas aqui nós combatemos o pecado. E queremos deixar claro que àquele que viver em função de ganhar mais e mais, é nosso desejo deixar claro o fato de que na verdade maior ganho é o ganho da posse de Jesus Cristo. É por isso que o Senhor Jesus disse belamente: Que aproveita o homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? (Marcos 8.36).


Agora é tempo de salvar a alma, é o tempo de se preocupar com a alma. É tempo de procurar o perdão para os pecados da alma, porque esta é a única maneira de viver na presença de Deus.
 

Compartilhar
Twitar
Google+
Please reload

Se desejar, deixe o seu comentário abaixo:

© 2018 Família David Gomes - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido e customizado por MTV Developer - RJ/Brasil

Créditos e Gratidão