A DIGNIDADE DO SANGUE DE JESUS

1Pedro 1.13-21

Introdução:

Certa senhora idosa estava às portas da morte. Amigos a cercaram com uma inquirição: Em que descansa a senhora para exibir tamanha confiança, tamanha paz e tamanha fé? Sua pronta resposta foi: “Eu descanso na dignidade e suficiência do sangue de Jesus”.

 

I – A Dignidade do Sangue Remidor

1.    O sangue incorruptível – acima dos valores maternais e humanos
2.    O sangue precioso – Jesus é a única pessoa de Rei, sem ter sido príncipe humano (Apocalipse 1.5)
3.    Mas observe-se que não somos remidos pelo nascimento de Cristo, pela vida de Cristo entre nós, pelo ministério de Cristo, mas pelo sangue de Cristo – Efésio 1.7. 
4.    A sua antiguidade – antes da fundação do mundo.


II – Resgatados pelo sangue digno de Jesus
1.    Não apenas liberto, mas resgatado
Há vários sentidos para a palavra resgatar:
1)    Adquirir de novo.
2)    Libertar do cativeiro, do poder do inimigo.
3)    Libertar pelo pagamento de resgate.
4)    Ficar isento de pena, pelo dinheiro.
5)    Compensar, indenizar.
6)    Livrar de trabalhos, de apuros.
7)    Livrar do mal.
8)    Libertar uma propriedade pelo pagamento de fiança.
9)    Tirar do penhor.
10)     Pagar o que se deve.
11)    Salvar, remindo a culpa.
12)    Tirar das penas do inferno.
13)    Fazer esquecer, espiar, sanar.
14)    Obter perdão de uma falta.
15)    Defender ou livrar.
16)    Livrar pelo dinheiro
17)    Pagar a um substituto ou ao governo para conseguir isenção de serviço militar.

2.    Cristo nos libertou, dando-nos de seu sangue.

Havia no Texas dois irmãos. Um deles estava aflito por ter contraído um tipo de malária. Mas o sangue do seu irmão estava bom. Levado ao hospital houve a transfusão. À medida que o irmão enfermo recebia o sangue do irmão seu rosto ganhava cor, ao passo que o irmão que dava o sangue bom ia se empalidecendo..

Jesus nos deu o seu bom sangue, mas morreu... 

Nós recebemos o sangue precioso de Jesus para vivermos para Ele e morrermos para os pecados.


III – A Dignidade do Sangue que Livra Completamente

1.    Lady Macbeth é personagem de Shakespeare. Ela havia conduzido o crime que fizera de seu marido um rei fraco e sem poder. Mas, depois de aparente vitória ficou louca... E a todo tempo mostrava as mãos como que cheias de sangue... Eram mãos que a água não podia limpar.

2.    Perguntaram a Sir Walter Scott qual o tamanho da abertura do véu do templo, quando da morte de Jesus e o grande sábio respondeu: Não sei as dimensões do véu nem do tamanho da abertura, mas posso afiançar que era tão grande que possa deixar passar qualquer pecado por mais pecador que seja.

3.    Uma criança perguntou ao Príncipe de Gales: Pode o Príncipe dizer-me que há que seja mais alvo que a neve?
- Aquele que é remido pelo sangue de Jesus, disse à menina.
4.    Mas o sangue de Jesus não limpa apenas; protege também. Aquele sangue de Êxodo 12, marcado nos umbrais da porta, falava de uma libertação total.

 

Compartilhar
Twitar
Google+
Please reload

Se desejar, deixe o seu comentário abaixo:

© 2018 Família David Gomes - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido e customizado por MTV Developer - RJ/Brasil

Créditos e Gratidão