AS DUAS TESTEMUNHAS - Apocalipse 11.1-14

I – Alguns simbolismos do capítulo
1.    Medida do templo para indicar o cuidado de Deus. A palavra templo aqui usada como a parte interior, o santuário propriamente dito, querendo significar a contagem daqueles que realmente adoraram... ou o corpo dos fiéis no tempo da perseguição.
2.    Por 42 meses calcarão aos pés a Cidade Santa. Jerusalém, símbolo do corpo de cristãos. 42 meses, 3 anos e meio para simbolizar um período incerto e incompleto.
3.    Duas testemunhas. Para uns o Velho Testamento e o Novo Testamento., para outros Moisés e Elias... Para outros, a Igreja e o Estado cristão. Ainda para outros alguma personagem viva, como imperadores.  Alguns veem nestas duas testemunhas, mais um símbolo de força... Jesus mandou dois a dois... Em dois há mais força no testemunho: “por boca de duas ou três testemunhas”. Duas, também, pode ser a força da igreja em seu testemunho.
4.    Vestidas de saco, símbolo de arrependimento e humildade, submissão.
5.    Oliveiras e candeeiros. Força e preciosidade, pois os candeeiros são em geral de ouro. Aqui o escritor usa símbolos de Zacarias e Daniel.


II – Mensagens que nos vem do capítulo
1.    Deus cuida de seu povo e se interessa por ele. A medida do templo é preservativa, simbolizando que Deus zela pelos seus. Que conforto maior poderia receber a Igreja perseguida naqueles dias? Que conforto maior poderíamos nós receber nessa época de profunda desconfiança nos homens e em suas promessas?
2.    O cuidado de Deus não impede o sofrimento e até a morte. Quantos daqueles crentes viam tombar por causa do evangelho os seus mais íntimos e mais queridos... Por que?
3.    Mas Deus pode até ressuscitar os que morrem por amor do seu nome. As testemunhas ressuscitaram... A Besta que assim se investiu para matá-los é a personificação’ de Satanás. Agora, de volta, as multidões contemplam vivas as testemunhas do Senhor. Mais uma vez o Livro ensina e exalta o fato de que o mal não permanecerá para sempre a dominar sobre a terra.


III – As duas testemunhas na História
1.    Dos anos de 1512 a 1517 foi realizado o célebre concílio S. João Latrão. Em 1513, foi votada uma proposição pedindo que todos os oponentes do papa comparecessem diante do concílio com objeções. Em 5-5-1514, ninguém apareceu. Ninguém aparentemente quis pagar o preço que Wicliff e Husshaviam pago anos antes. As testemunhas estavam mortas. Os apologistas do papado diziam: “Jam memoreclamatnulusobsist” – Não há mais oposição ao domínio papal. Toda cristandade está sujeita à cabeça. Nosso monarca é o papa... Ao fim daquela sessão foi realizada uma grande festa em honra ao papa. No mesmo concílio votou-se enterro aos heréticos e que as cinzas dos reformadores mortos fossem lançadas ao rio...
2.    Três anos e meio mais tarde Lutero afixou as famosas teses na catedral de Withemberg ...    

 

Compartilhar
Twitar
Google+
Please reload

Se desejar, deixe o seu comentário abaixo:

© 2018 Família David Gomes - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido e customizado por MTV Developer - RJ/Brasil

Créditos e Gratidão