NATAL COMO ENCONTRO DE DEUS COM O HOMEM

Jesus é Deus-homem significando o amor colocado ao alcance do homem pecador.

 

Dietrich Bonhoeffer escreveu na prisão de sua morte uma mensagem a respeito do Natal. Diante de tudo e de todos condenado à morte por determinação de Hitler, Bonhoeffer apresenta-nos conceitos úteis neste momento.

 

A verdadeira celebração do Advento está ligada à nossa capacidade de esperarmos confiantes – vivemos em tempos quando esperar parece impossível. Tudo vai ligeiro e não encontramos forma de esperar.

 

Muitos comem os frutos ainda verdes.

 

Natal deve levar-nos a uma disciplina pessoal.

 

Deus se dignou tornar-se homem, assumindo lugar no meio das nossas tribulações. Lemos em Hebreus 2.9 a 18, algo do significado da vinda e morte de Jesus.

 

Ele se esvaziou para que nos enchesse.

 

Ele experimentou paixão e morte para remir os pecadores.

 

Ele foi tentado de várias maneiras, em tudo foi tentado diz o autor, mas permaneceu sem pecado.

 

Paulo comenta o fato, afirmando que Jesus representou o segundo Adão e permaneceu sem pecado.

 

Jesus morreu pelos homens e tornou mediador de um novo pacto, um novo conserto com Deus. 

 

Ao celebrarmos o Natal vale reconstruir os caminhos da graça como forma de tornarmos real a presença de Deus em nossos caminhos e em nossos corações.

Compartilhar
Twitar
Google+
Please reload

Se desejar, deixe o seu comentário abaixo:

© 2018 Família David Gomes - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido e customizado por MTV Developer - RJ/Brasil

Créditos e Gratidão