DESCANSO EM MEIO À AGITAÇÃO

Notícias Escobar – Julho/Agosto – 1970


João 6.10


Nosso pensamento de hoje é extraído da bela narrativa da multiplicação dos pães, quando Jesus alimentou quase cinco mil homens, não se contando as mulheres e crianças. Os pães eram dois, bem pequeninos. Os peixes em número de cinco, também pequenos. Nas mãos de Cristo e com sua bênção se multiplicaram.


Li há dias a mesma história que já li centenas de vezes e me detive no versículo que destaquei ao inicio da mensagem: “Fazei o povo assentar-se”. Todos estavam famintos, mas Jesus ordena que se assentem. Todos estavam enfraquecidos, ansiosos, mas Jesus lhes ordena que se assentem. E Jesus ordenou que fossem sentados em grupos bem definidos, em perfeita ordem.


Vivemos no mundo de agitação. Muitos não encontram tempo para irem à igreja. Não podem para ler a Bíblia. Não oram. É a agitação da vida moderna. Jesus nos ordena que nos assente para meditar, para aprender, para servir. A ansiedade é o fim da fé, diz um dos nossos autores. Deus se alegra naquele que pode orar, ainda que contra as circunstâncias, mas se enfada daquele que se agita.


Ao mandar que a multidão tomasse assento, Jesus queria restituir a serenidade, a calma, o bom ânimo. Imaginemos aquela multidão sentada sobre a relva verde, aguardando a ação maravilhosa de Cristo. Que belo espetáculo de graça e beleza.


Tomemos nossas agitações do dia de hoje, nossos anseios, nossas preocupações enormes e deponhamos aos pés do Senhor Jesus. Ele tem refúgio para o nosso coração, paz para a nossa alma e perdão para os nossos pecados. Fiquemos com Ele, melhor, contemplemo-NO, pela fé, sentados e calmos, certos da sua companhia e bênção.
 

Compartilhar
Twitar
Google+
Please reload

Se desejar, deixe o seu comentário abaixo:

© 2018 Família David Gomes - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido e customizado por MTV Developer - RJ/Brasil

Créditos e Gratidão