AGEU: O PROFETA DO NOVO TEMPLO

Talvez Ageu tenha marcas que nenhum outro dos profetas possa exibir. Teria nascido na Babilônia, durante o tempo do cativeiro. Era sacerdote. Ministrava na grande sinagoga, acrescentam alguns. Seu nome significava: ‘festivo’ ou ‘minha festa’, segundo outros.


    Muitos argumentam que Ageu teria tido o privilégio de contemplar o segundo templo, objetivo de sua grande campanha.

 

I.    AGEU – identidade entre o caminho e a vida
Aplicai os vossos corações aos vossos caminhos – pensem de novo – Considerai o vosso passado, são expressões repetidas pelo profeta.
Ageu está desejoso de que haja uma avaliação de caminhos.
1.    Certo mendigo pedia esmolas a alegava impossibilidade de trabalhar. Era uma doença invisível. Um dia um jovem arriscou-se a levá-lo, a contragosto, ao médico. O homem não tinha doença e confessou: Sinto um desejo constante de não trabalhar. Seu mal era preguiça!
2.    Ageu queria que o povo considerasse o passado: a vida triste no exílio. Ele queria que o povo anelasse agradecer a Deus e o agradecimento viria pela consagração dos bens materiais.
3.    Ageu queria que o povo avaliasse os desacertos da vida material como consequentes da infidelidade (v. 6).
Certo homem aproximou-se da morte. Chamou o filho incrédulo e fê-lo prometer que continuaria por seis meses a prática seguida pelo pai de trinta minutos de meditação. O filho prometeu e perguntou: “Meditar sobre o quê?  Sobre o que você quiser, disse o pai.
O filho começou a prática e terminou se convertendo a Jesus.

 

II.    AGEU – um vidente da fé
1.    Deus não mudou, argumentava – 2.5 – portanto, não tenhais medo.
2.    Deus aprova o plano de construção e ajudará o povo – 2.6
3.    Deus não pede o impossível, porque Dele é o ouro e a prata –v. 8
4.    Ageu promete bênçãos mediante a consagração do povo ao seu Deus – vv. 15 a 19 – a tristeza da desobediência. No verso 19 b, vemos a benção da obediência: “Desde este dia vos abençoarei. ” 

 

III.    VISÃO DE CRISTO NA FIGURA DE JEROBABEL
Anel de selar – significado do selo:
1.    Deus usa do selo para garantia de seus planos e propósitos – Ef 1.13; 4.30
2.    Reconhecimento especial de Deus – valor real
3.    Penhor da veracidade das promessas de Deus
4.    Sinal diante do mundo no cumprimento dos planos e promessas de Deus – testemunho pessoal, particular, mas também público (Nota da produção do Site: Para melhor entender a experiência, ler o livro DAVID GOMES O TRIUNFO DA FÉ).


Edifício da Fé desafio para os dias que correm.
Terreno (s) impossível.
Terreno arrancado de uma massa falida, com um débito exorbitante no INPS pelo poder de Deus. Desafio à nossa fidelidade.

Compartilhar
Twitar
Google+
Please reload

Se desejar, deixe o seu comentário abaixo:

© 2018 Família David Gomes - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido e customizado por MTV Developer - RJ/Brasil

Créditos e Gratidão